Fotografar a Lua parece muito difícil mas com as dicas certa para obter a iluminação e as configurações da câmera, somando com uma composição vamos obter linda imagens!

A Lua pode ser um assunto complicado para fotografar. É muito mais brilhante do que você imagina, tornando-se um desafio para encontrar a exposição correta, e também é muito menor do que parece, o que significa que vamos fácil ficar com fotos de um ponto branco e vamos nos decepcionar.

É totalmente errado dizer que a fotografia de Lua e uma coisa cara e precise de câmera potente! Digo que uma tele objetiva como a 55 – 250 já traz um resultado significativo para começar!

As dicas a seguir irão ensiná-lo a fotografar a Lua como um profissional, ajudando você a obter grandes resultados de sua astrofotografia, independentemente do seu orçamento ou experiência.

A melhor hora para fotografar a Lua 

O melhor momento para fotografar a Lua está no crepúsculo (pouco antes do nascer do sol ou logo após o pôr do sol), com a lua perto do horizonte. Neste momento do dia há luz residual no céu, o que ajuda a escolher os detalhes nos arredores e adicionar cores interessantes para o céu e as nuvens. Isso resulta em uma foto mais atmosférica.

Você vai encontrar o nível de luz mudando rapidamente, então chegar cedo para dar-se muito tempo para configurar e prepare-se. Diferentes fases da lua aparecem melhor contra brilhos diferentes do céu, então continue disparando durante o crepúsculo para se dar a melhor chance de obter uma imagem perfeita.

Experimente fotografar à noite para obter uma Lua muito nítida e clara contra um céu negro. Isto é particularmente eficaz quando se utiliza uma lente comprida para recortar bem. A lua também pode ser visto durante o dia, embora não seja tão proeminente assim é melhor usado para complementar algum outro interesse em primeiro plano em vez de ser o assunto principal em si.

PREENCHA O QUADRO

Se você puder pagar uma lente de teleobjetiva longa, você pode obter algumas imagens fantásticas e detalhadas da Lua, cortando nele o mais firmemente possível. Você precisará usar a lente mais longa que você tem disponível – 300mm é considerado o mínimo, com 800mm ou mais preferido.

A maioria de SLRs digitais têm um sensor menores em relação a full-frame. Isso significa que suas lentes terão uma maior distância focal efetiva, permitindo que você obtenha aproxime com o uso de uma lente mais curta.

Para reduzir custos, você pode estender a distância focal de uma lente existente usando um ou mais teleconversores. Por exemplo, você poderia anexar dois teleconversores 2x a uma lente 200mm para dar-lhe uma distância focal eficaz de 400mm. Isto irá reduzir a qualidade da imagem ligeiramente, mas é preferível a ampliar uma foto tirada com a lente padrão.

INCLUIR INTERESSE EM PRIMEIRO PLANO

Se você não tem uma tele objetiva podemos usar a 50 ou mesmo a 18-55, então tudo não está perdido. Você pode obter algumas ótimas fotos da Lua usando praticamente qualquer lente, mesmo aqueles com um grande angular – você só tem que ajustar a sua composição em conformidade.

Em vez de colocar a Lua como o tema principal da foto, inclua alguns outros objetos em primeiro plano, posicionando a Lua no fundo para adicionar interesse à cena. Fotografar a Lua através de lâminas de grama ou subir acima das montanhas em silhueta acrescenta atmosfera e contexto ao tiro, de modo que uma distância focal mais curta não precisa ser uma desvantagem.

A desvantagem desta técnica é que muitas vezes é impossível ter a lua ea paisagem bem exposta. Em caso de dúvida, subexponha – é melhor ter um primeiro plano mais escuro do que uma Lua sobreexposta. Alternativamente, você pode fotografar 3 exposições – um exposto para a Lua e um para o ambiente – Assim podemos usar o photoshop para combinar as imagens.

ENCONTRE AS CONFIGURAÇÕES CORRETAS DA CÂMERA

Escolhendo as configurações corretas da fotografia da lua é fundamental, e pode ser uma das coisas mais difíceis de acertar. Devido à variedade de condições de disparo, não há configurações de câmera de tamanho único que funcionam em todas as situações, mas há um processo que você pode seguir a cada vez.

Escolha as definições manualmente – A autoexposição da sua câmara não irá lidar com uma Lua brilhante contra um céu escuro, por isso mude para o modo manual completo. Comece com uma abertura de f / 11, a menor velocidade ISO da câmera (digamos ISO 100) e uma velocidade de obturador de 1/250 de segundo. Use a focagem automática da câmara para focar a lua e, em seguida, mude para o modo de focagem manual para bloquear a distância de focagem.

Teste e melhore – Faça uma foto de teste e reveja-a na tela LCD da câmera, ampliando o zoom para verificar os detalhes e a exposição. Ajuste as configurações de acordo e repita o processo. Ao usar lentes muito longas, tente manter a velocidade do obturador abaixo de 1/2 segundo para reduzir a desfocagem. Com ângulos mais largos você pode fugir com exposições mais longas.

Use bracketing de exposição – como um backup extra é uma boa idéia para colchetes suas exposições. Isso significa que, mesmo que as configurações da câmera não estejam no local, você espero ter pelo menos uma foto razoável que pode ser recuperada em seu software de edição.

 

LEAVE A REPLY