Gumoil

A impressão Gumoil foi apresentada pelo fotógrafo Karl Koenig nos anos 90. Ele queria misturar a fotografia com a gravura e criar um processo novo de arte, conhecido também como fotografia alternativa. Ele produzia imagens utilizando papel de algodão, tinta a óleo, goma arábica e sais de cromo sensíveis a luz ultravioleta.

O processo Gumoil é detalhista e expressivo, que combina o olhar do fotógrafo documental com o resultado da impressão, pois se trata de um processo único, não há duas impressões Gumoil feitas a partir da mesma chapa positiva que possam ser idênticas o resultado será diferente. Existem algumas variáveis para reprodução, porém não tem uma única fórmula, o que torna cada impressão uma obra.